O Condemat representa uma região formada por 11 municípios, onde vivem 2,9 milhões de habitantes, o orçamento anual ultrapassa R$ 8 bilhões e a produção de riquezas é superior a de muitos estados brasileiros. Faz parte da Região Metropolitana de São Paulo e possui extensa área de cobertura vegetal, além de mananciais importantes – como o rio Tietê, que nasce em Salesópolis -, o que a torna uma das principais produtoras de água do Estado. O Alto Tietê se destaca pela economia diversificada. Na agricultura, o “Cinturão Verde” é responsável pelo abastecimento da Capital e de várias outras regiões do Brasil, com liderança na produção nacional de frutas, com destaque para o caqui e a nêspera, além de cogumelos e flores (orquídeas). O comércio é amplo, diverso e registra crescimento acentuado nos últimos anos, sendo que as cidades de Guarulhos e Mogi das Cruzes estão entre os 100 municípios brasileiros com maior potencial de consumo, na 13ª e 54ª posição no ranking nacional, respectivamente (IPC Maps 2016). A prestação de serviços é expressiva e contabiliza expansão em diversos segmentos, assim como o turismo tem se firmado como uma importante fonte de renda em alguns municípios. O Alto Tietê possui, ainda, um dos maiores parques industriais do Estado de São Paulo, com a presença de um grande número de empresas multinacionais, que contribuem com a geração de empregos e impostos. São mais de seis mil estabelecimentos industriais nas 11 cidades. A sua localização estratégica e a logística favorável, somadas à diversidade de atividades econômicas e a presença de um forte setor educacional, assim como o avanço nas políticas públicas para melhoria da qualidade de vida nas cidades, tornam a região do Alto Tietê de grande atratividade para os investimentos.

População

As 11 cidades do Alto Tietê têm uma população de 2,9 milhões de pessoas.

Superior ao número de habitantes de pelo menos sete estados brasileiros, entre eles Mato Grosso do Sul (2,6 milhões) e Sergipe (2,2 milhões)

Os municípios mais populosos são Guarulhos (1,3 milhão de habitantes); Mogi das Cruzes (429 mil habitantes); Itaquaquecetuba (356 mil habitantes); e Suzano (288 mil habitantes);

Esses quatro municípios estão entre os 30 mais populosos do Estado de São Paulo

Área Territorial

As cidades que integram o Condemat possuem 2.844 km² de território

Isso equivale a 1,1 % de todo o Estado de São Paulo;

As maiores cidades do Alto Tietê são Mogi das Cruzes (712 km²), Salesópolis (429 km²) e Santa Isabel (363 km²);

Os menores municípios são Ferraz de Vasconcelos (29 km²) e Poá (17 km²).

Produto Interno Bruto

O PIB do Alto Tietê soma R$ 81 bilhões ((IBGE 2013), com participação predominante dos setores de serviços e indústria.

Três das 11 cidades do Alto Tietê estão no ranking das 100 maiores economias do Brasil: Guarulhos (13ª); Mogi das Cruzes (60ª) e Suzano (87ª)

O PIB do Alto Tietê é superior ao de 12 estados brasileiros, entre ele, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas.

Orçamento

As 11 prefeituras do Alto Tietê apresentam um orçamento de R$ 8,8 bilhões, segundo as propostas previstas para o ano de 2017.

As maiores receitas são as das cidades de Guarulhos – R$ 4,3 bilhões – e Mogi das Cruzes – R$ 1,5 bilhão.

Cinco cidades possuem orçamentos na faixa de R$ 200 milhões a R$ 800 milhões: Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá e Suzano.

Quatro municípios apresentam receita na faixa entre R$ 47 milhões e R$ 193 milhões