Alto Tietê no centro dos debates do curso de Arquitetura da Mackenzie

Região ganha destaque nas discussões sobre plano de desenvolvimento regional, patrimônio cultural, resíduos sólidos e produção de água, entre outros temas que serão discutidos no próximo dia 14

A Região está no centro das discussões que a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie promove no próximo dia 14, com participação do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê. Organizada pela disciplina Urbanismo 6 – Paisagem e Cidade, a Mesa de Debates abordará temas que vão do desenvolvimento regional aos desafios da compensação financeira pela produção de água.

A Mesa de Debates FAU-Mackenzie e CONDEMAT será realizada no horário das 14 às 17 horas, no prédio 9 da instituição, que fica em Higienópolis. Além de representantes das Câmaras Técnicas do Consórcio, também participam das discussões professores da FAU e convidados da FABHAT (Fundação Agência da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê) e do Comitê da Bacia Hidrográfica.

Os temas que abrem a primeira parte da Mesa de Debates são Bacia do Alto Tietê: Leis Específicas de Mananciais e os Desafios de Sustentabilidade; O Plano de Desenvolvimento Regional do Alto Tietê e o Desafio de Articulação Institucionalizada; e A Importância do Patrimônio Cultural para o Desenvolvimento Econômico, Social e Territorial da Região. As abordagens serão feitas, respectivamente, pela diretora da FAU-Mackenzie Angélica Benatti Alvim, e pelos coordenadores da Câmara Técnica de Planejamento Urbano do CONDEMAT, Cláudio de Faria Rodrigues e Elvis José Vieira. A mediação é da professora Eliene Correa Rodrigues Coelho.

Na segunda parte as discussões se concentram nos temas Plano Bacia do Alto Tietê; Saneamento Ambiental da Bacia do Alto Tietê; e A Preservação do Território, Resíduos Sólidos e a Produção de Água – Desafios Econômicos e Compensação Financeira. Os convidados são o diretor-presidente da FABHAT, Hélio Suleman; Luciana Costa Travassos, do Comitê de Bacia Hidrográfica; e Solange Wuo, da Câmara Técnica de Gestão Ambiental do CONDEMAT. A mediação é da professora Pérola Felipette Brocaneli.

“Será uma grande oportunidade para apresentar de que forma o Alto Tietê, através do consórcio, está pensando de forma estratégica os desafios da Região de modernizar a infraestrutura urbana e de serviços, incrementar os padrões de educação e saúde e tornar os espaços públicos mais agradáveis”, ressalta Cláudio Rodrigues, da Câmara Técnica de Planejamento.

O CONDEMAT foi convidado a participar da Mesa de Debates a partir dos estudos de urbanismos realizados pelos estudantes da Mackenzie sobre os trabalhos do Consórcio para integrar o desenvolvimento das 11 cidades que compõem a Região, conciliando as diversas economias e o potencial dos municípios.

Comentários