Você está visualizando atualmente CONDEMAT+ contrata Plano Regional de Drenagem e vai capacitar produtores rurais para uso racional da água

CONDEMAT+ contrata Plano Regional de Drenagem e vai capacitar produtores rurais para uso racional da água

  • Categoria do post:Noticias

Investimento de R$ 8,3 milhões marca o Dia do Meio Ambiente e vai apoiar políticas públicas de combate às emergências climáticas na área do consórcio

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (CONDEMAT+) comemorou nesta quarta-feira (5) o Dia do Meio Ambiente com a assinatura dos contratos para dois projetos que apoiarão as políticas públicas de combate aos impactos gerados pelas mudanças climáticas na região. O investimento de R$ 8, 3 milhões contempla o Plano Regional de Drenagem e a Capacitação da População Rural em Boas Práticas Agrícolas e Técnicas de Irrigação. Também foi anunciada a 1ª Conferência Intermunicipal do Meio Ambiente.

O Plano Regional de Drenagem abrange os municípios de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano e será executado pela Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE) – entidade ligada à Universidade de São Paulo (USP) – no decorrer de 24 meses.

“Nossa região é cortada por diversos rios e corpos d’água que na época de chuva sofrem com as cheias. O plano de drenagem dará uma fotografia completa para que os municípios atuem nos principais gargalos, buscando investimentos e financiamentos junto aos governos Estadual e Federal para realizar obras estruturantes. O diferencial deste projeto é que ele será feito de forma regional, considerando os impactos gerados por cada cidade sobre o território, o que vai proporcionar um olhar macro sobre nossos desafios”, ressaltou o presidente do CONDEMAT+, Vanderlon Gomes, prefeito de Salesópolis.

A capacitação da população rural será feita pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag), ao longo de 12 meses, com abrangência nos municípios de Biritiba Mirim, Mogi das Cruzes, Salesópolis e Suzano, os quais pertencem à Área de Proteção e Recuperação dos Mananciais do Alto Tietê Cabeceiras (APRM-ATC).

“Essa iniciativa complementa todo o trabalho que o consórcio tem feito na questão da disponibilidade de água, com foco nos riscos de escassez hídrica, como a enfrentada em 2014, que afetou diretamente a agricultura”, argumentou o presidente do CONDEMAT+.

Os projetos serão desenvolvidos com financiamento do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), pelo qual o CONDEMAT+ também está em fase final do estudo de disponibilidade hídrica subterrânea na APRM-ATC, que abriga o Cinturão Verde.

Com a escalada cada vez mais rápida das emergências climáticas, os municípios do consórcio atuam ainda na elaboração de um termo de referência para o Plano de Adaptação das Mudanças Climáticas, que busca discutir e diagnosticar iniciativas e projetos que possam ser desenvolvidos para reduzir os riscos de impactos para o território.

A questão também norteia a 1ª Conferência Intermunicipal do Meio Ambiente, que será realizada no próximo dia 29, em Mogi das Cruzes, com o tema Emergência Climática: O desafio da transformação ecológica. A ação vai mobilizar os 14 municípios do CONDEMAT+.

Os anúncios foram acompanhados pelos prefeitos Luís Camargo, de Arujá; Guti, de Guarulhos; e Rodrigo Ashiuchi, de Suzano, além dos vice-prefeitos Odvane Rodrigues, de Guararema; e Helcio Castello, de Santa Branca; do diretor do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo (CREA-SP) de Mogi das Cruzes, Joni Incheglu; do diretor presidente da Fundag, Orivaldo Brunini, do representante da coordenação técnico da FDTE, Marcio Paixão, secretários municipais e agentes municipais de diversas áreas.

Crédito de fotos: Prefeitura de Suzano/Luana Bergamini 

Deixe um comentário